Cedir Cedilab

TSH – Hormônio Tireoestimulante

O hormônio tireoestimulante (TSH) é uma glândula produzida pela hipófise, uma pequena glândula na base do cérebro, que desempenha um papel importante na regulação do peso, temperatura corporal, força muscular e até do humor. Níveis baixos e altos do TSH podem indicar problemas de saúde na tireoide, que na maioria das vezes são autoimunes (causadas por anticorpos que atacam as próprias células).

Categoria:

Descrição

Por que fazer o exame TSH – Hormônio Tireoestimulante?

A medição dos níveis de hormônio tireoestimulante (TSH) é indicada para avaliar o funcionamento da tireoide e os sintomas de doenças relacionadas, como hipertireoidismo ou hipotireoidismo. Pode ser solicitado juntamente com os exames T4 livre e T3 livre para diagnóstico e monitoramento dos problemas de saúde na tireoide. O exame também é recomendado na identificação de um ou mais dos seguintes sintomas: – Ansiedade
– Perda ou ganho de peso
– Tremores nas mãos
– Aumento da frequência cardíaca
– Inchaço
– Dificuldades para dormir
– Cansaço
– Perda de cabelos
– Baixa tolerância a temperaturas frias
– Períodos menstruais irregulares
– Prisão de ventre

Como me preparar para o exame TSH – Hormônio Tireoestimulante?

Orientações para o exame de sangue: – Informar os medicamentos em uso para verificar as possíveis interferências no resultado do exame.

Como é feito o exame TSH – Hormônio Tireoestimulante?

Para a realização deste exame, é preciso coletar amostra de sangue de uma veia, geralmente localizada no braço. O número de tubos coletados varia de acordo com a quantidade e tipos de exames. A coleta pode ser realizada em uma de nossas unidades ou no local que você escolher, por meio de agendamento na Central de Relacionamento. – Antes da punção da veia, a área escolhida é limpa com algodão embebido em álcool;
– Acima do local limpo, o braço é garroteado para pressionar a circulação e deixar a veia mais evidente;
– A seguir, uma agulha fina é delicadamente introduzida na veia para que o sangue seja coletado. O processo é simples e breve, mas pode causar desconforto, como a dor no momento da introdução da agulha. O local da punção poderá ficar ligeiramente roxo, voltando a cor normal em poucos dias. Os técnicos de coleta estão preparados para auxiliar em qualquer dificuldade. Se o desconforto for intenso, procure orientação em nossas unidades.

Quais são os resultados possíveis para o exame TSH – Hormônio Tireoestimulante?

Resultados inferiores a 0,45 mUI/mL são baixos, sugerindo que a tireóide está funcionando muito. Essas pessoas costumam apresentar agitação, insônia, dificuldade de concentração, sensação de calor, perda de peso, palpitações, olhos saltados para fora e o bócio, que é um aumento da região do pescoço onde fica a tireóide. Pacientes que já têm diagnóstico de doença da tireoide e usam medicamentos com hormônio tireoidiano também podem ter valor de TSH baixo. Valores entre 0,45mUI/mL e 4,5 mUI/mL são considerados dentro da faixa normal. Isso indica funcionamento normal da tireóide. Níveis de TSH maiores que 4,5 mUI/mL e menores que 10,0 mUI/mL são altos. Às vezes, o resultado de TSH pode estar fora da faixa normal sem significar que a tireóide está funcionando pouco. Nesses casos, o médico deve levar em consideração o exame clínico do paciente e a dosagem de T4 livre. Por fim, resultados maiores que 10,0 mUI/mL são muito altos e sugerem que a tireoide está funcionando pouco. Essas pessoas podem apresentar cansaço, sensação de frio, ganho de peso, pele fria, queda de cabelo, prisão de ventre, inchaço no rosto e nas pernas e o bócio.

Avaliações

Não há avaliações ainda.

Seja o primeiro a avaliar “TSH – Hormônio Tireoestimulante”

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Precisa de ajuda? Fale conosco