Cedir Cedilab

Ácido Tricloroacético, Final de Jornada

O ácido tricloroacético (TCA) é o indicador biológico da exposição ao tetracloroetileno (percloretileno). O tetracloroetileno é usado no desengraxamento de peças metálicas, em lavagens a seco e na indústria têxtil. O ácido tricloroacético também é utilizado remoção de condiloma acuminato HPV-relacionado na região anogenital ( verrugas). O TCA age desnaturando as proteínas da epiderme, causando necrose isquêmica ,evidenciado pela formação de frosting (branquamento) e alteração na elasticidade da pele. A alteração na intensidade do frosting indica a profundidade do peeling atingida (branqueamento leve e superficial, branqueamento intenso e profundo). Apenas 3% do tetracloroetileno absorvido é metabolizado a TCA. Pequena parte do TCA é reduzido a tricloroetanol (TCE). Fenobarbital ou outros indutores enzimáticos podem aumentar a metabolização do tetracloroetileno a TCA. A dosagem urinária do TCA tem boa correlação com a exposição, mas não com o efeito biológico. Deve-se ressaltar que outros compostos clorados (tricloroetileno, tricloroetano e hidrato de cloral) também produzem o TCA.

Categoria:

Descrição

Como me preparar para o exame Ácido Tricloroacético, Final de Jornada?

Coletar urina do final do último dia da jornada de trabalho, ou após o período de exposição (recomenda-se evitar a primeira jornada da semana). Não ingerir alimentos contendo conservantes  (ácido sórbico),  (sorbato de potássio), (sorbato de cálcio),  (sorbato de sódio) e (sorbitol), 48 horas antes da coleta.

Como é feito o exame Ácido Tricloroacético, Final de Jornada?

O exame Ácido Tricloroacético, Final de Jornada é realizado é feito a partir da análise de amostra de urina e o resultado é liberado em 4 dias úteis.

 

Avaliações

Não há avaliações ainda.

Seja o primeiro a avaliar “Ácido Tricloroacético, Final de Jornada”

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Precisa de ajuda? Fale conosco